Oliver — Discover

Diana Klute’s photo of a paddleboader off the Cape Verde Island uses the sea and spray to create an Impressionist, painting-like effect.

via Oliver — Discover

Anúncios

TRACE

via Daily Prompt: Trace

In a simple day we are able to make things equal each day. It’s something like tracing ourselves… and becoming a monotony!

Each professional make their own tracing, in their areas concerning other well known professionals with their own experiences… and becoming a monotony!

Police have their own ways to trace people, different in every country, but it’s a way of tracing… and becoming a monotony!

The plane lives a trace when passing high in the sky…and becoming a monotony!

We may have some familiars in this country so we need to trace them, going after the clues they live tracing their monotony! Contacting with some professionals or police to whom it’s easier to track them using their own monotony! And getting that country in a plane by breaking the monotony of the sky just to trace them!

 

Detonate

via Daily Prompt: Detonate

“To cause something to explode” synonymous like  Exploding and erupting in http://dictionary.cambridge.org/pt/dicionario/ingles/detonate

I believe that we can see it as a real explosion resulting of detonation of something…

We’ve unfortunately been bombard in press about the recent bombs in Manchester…

Or it can also be about something psychological concerning the things in our lives… work, house, husbands, wives, children, parents or the little rocks in our path…

Even about our simple lives in which we’re still not seeing how badly it will be if our planet explodes, concerning our way of living with no preocupations about environment which will certainly detonate it if no measures taken…

 

Algarve no inverno

Na calma de uma tarde de inverno, num passeio familiar por terras dos  “algarbes”, pude constatar o quanto é agradável o “meu” algarve sem a azáfama que lhe é caraterística dos meses de verão.

O ponto principal foi conseguir estacionar o carro na marginal… algo que de verão é impensável…

Depois o poder se deslocar em passeio sem existirem encontrões ou desvios dos mesmos…

Tirar fotos no Miradouro sem ter de se esperar a vez…

Saborear um gelado e sentar-se num banco de rua sem ter de se esperar em grandes filas ou ter de ficar a comer de pé…

É deslocar-se de uma ponta à outra do Algarve sem grande confusão no trânsito… isto só será possível pela A22 a pagar portagens, pois infelizmente a EN125 continua com obras e atrasos demorados… esperando que estes terminem o que têm de fazer antes de se chegar ao verão…

Esta imagem só será possível novamente daqui a uns belos meses… mas assim é que tem de ser na Praia da Rocha – Portimão!!! E também por todo o Algarve! Tem de haver movimentação financeira!!! Turistas nacionais e estrangeiros a vir cá deixar o seu dinheiro!!! MUITO BOM MESMO!!!

E a quem ler este post não se acanhe de vir visitar o Algarve, em que os melhores meses para o fazer são: em maio, em setembro ou em outubro, normalmente são meses em que o tempo está muito bom e sempre conseguem preços melhores relativamente ao ‘pico do verão’.

 

 

1CICLO… VÁRIOS CICLOS

Vou a passar e verifico uma palmeira com suas folhas queimadas do sol…

A minha vizinha tem 1 cadela com alguma idade à qual tem muita estima e cujos pêlos caem imenso, pouco ladra, pouco anda…

Passo de carro num caminho onde outrora haviam grandes quintas e ora jazem bocados do que foram paredes dessas grandes casas…

Vislumbro na marina imensos barcos de recreio e veleiros, lá do outro lado barcos de pesca e num determinado sítio vêem-se barcos de pesca abandonados a se desfazer no salitre da água da Ria Formosa…

Olho para as mãos cuja pele se torna enrugada…

Onde surgem novos ramos de palmeira, cachorrinhos, mansões novas, riquíssimos barcos de recreio ou novos barcos de pescas co-financiados pelos fundos da UE, ou contratos milionários de submarinos, vão também nascendo bebes nas maternidades portuguesas (nas que não foram ainda encerradas…) a garantir assim a continuação/a renovação da vida tal como ela é: 1 ciclo!

Assim ciclicamente iremos a eleições no próximo 4 de outubro: o que escolherão os portugueses para o futuro do seu país/vida? Iremos renovar? Iremos ser ironicamente renovados? Ou será que Iremos garantir que o crescimento da economia continue a evoluir fazendo com que a renovação vá de encontro ao empreendedorismo e a que os portugueses cada vez mais se tornem activos na continua renovação do nosso país: Portugal!

A nossa História foi sempre ditada pela aventura/ descoberta/ investimento/ renovação e mais recentemente pelo espírito empreendedor (que sempre esteve inerente aos anteriormente mencionados) ora cada vez mais revelador de uma Nação que há quase 30 anos (UE) tem estado “adormecida” permitindo aos seus co-cidadãos empreendedores vingarem mas em Estados diverso do Mundo. Ora temos vindo a demonstrar nos últimos 4 anos quanto à capacidade dos Portugueses inovarem…

Selecionar e ser selecionado

As pessoas são todas tão diferentes e vivemos num mundo com milhares de milhões delas…no entanto a psicologia que lhes está inerente é num todo algo de semelhante…como lidar com isto?

Na infância faz-se a seleção dos amigos (as): num dia gostam mais duma amiga e no dia seguinte só querem brincar com outra amiga, em seguida logo voltam a brincar com a 1.ª amiga e depois já brincam todas juntas. A certa altura têm o seu grupinho formado e em que “não vivem umas sem as outras”.

Na juventude têm selecionadas as amigas do seu grupinho em que algumas ficarão amigas para toda a vida e outras não passaram senão de amizades ocasionais dessa época da vida.

Na vida adulta: as amizades sofrem uma seleção por via da atividade social presente na nossa vida, quer do meio académico-profissional, quer do meio familiar… nesta altura já estamos ‘calejados’ no que respeita a amizades, que muito dificilmente entrarão novas amizades…

Todas estas seleções inerentes às amizades lidaram com diferentes tipos de personalidades incluindo a nossa. Teve-se e ter-se-á sempre de aceitar ou não as formas de agir/ser de cada pessoa sabendo sempre respeitar e ser respeitado.

Nunca confundir amizade com conhecidos…

A DEMANDA

A NECESSIDADE DE SE VENCER NA VIDA SERÁ UMA DEMANDA PELO “SANTO GRAAL”, MAS SEM SE SABER AO CERTO O QUE SE PROCURA?

POR UM LADO HÁ UM CAMPO PROFISSIONAL QUE NÃO SE MANIFESTA DA MELHOR FORMA QUANDO SE EXECUTA UM SERVIÇO QUE NADA TEM A VER COM A FORMAÇÃO ACADÉMICA PESSOAL. POR OUTRO LADO HÁ O CAMPO FAMILIAR E TODAS AS NECESSIDADES DO MESMO E COM O TEMPO ADEQUADO A SE LHE DEDICAR. POR OUTRO EXISTEM AS NECESSIDADES PARTICULARES QUE DE ALGUM MODO SE MISTURAM E POR VEZES CHEGAM A SE HOMOGENEIZAR COM AQUELAS QUE SÃO AS NECESSIDADES FAMILIARES.

NA INCERTEZA DO DIA A DIA E NESTA DEMANDA CONSTANTE OS DIAS PASSAM, OS MESES PASSAM, OS ANOS PASSAM…